Compromisso Rock in Rio

Compromisso Rock in Rio

O Rock in Rio é um veículo de comunicação de emoções e causas. Utilizando a música como linguagem universal, usa o seu poder para reunir pessoas não só para emocionar o público, mas também impactar a vida de quem precisa. Este sentimento permeia a história do festival, mas tomou forma concreta em 2001.

Foi a partir da terceira edição no Rio de Janeiro que o Rock in Rio consolidou o projeto Por um Mundo Melhor, que nasceu para usar a força do festival para motivar as pessoas a procurarem melhorias de vida por meio de mudanças quotidianas. O início do projeto aconteceu com um movimento inédito. Noventa e oito milhões de pessoas uniram-se em torno de um gesto simples, mas com um significado poderoso: durante três minutos de silêncio, todos se reuniram por um mundo melhor. Já naquela edição, parte da renda do festival foi utilizada em projetos sociais. Desde então, mais de 71 milhões de reais já foram investidos em ações que incluem o plantio de 304 mil árvores, a construção de uma escola na Tanzânia e um centro de saúde no Maranhão, a educação de 3.200 jovens no Ensino Fundamental no Rio de Janeiro, instalação de 760 painéis solares em 38 escolas em Portugal, a instalação em ONG de 14 salas sensoriais para melhorar a qualidade de vida de centenas de jovens portadores de necessidades especiais em Portugal, doação de mais de 2.200 instrumentos para cerca de 150 instituições sem fins lucrativos, a construção de dez salas de música em escolas públicas e a formação de assistente de luthier a 40 jovens de uma das primeiras comunidades pacificadas do Rio de Janeiro.

Em paralelo, a organização modernizou-se para diminuir o impacto ambiental das suas ações, tanto com o investimento num extenso plano para redução de emissões de CO2 do evento a nível internacional como na compensação auditada das emissões deCO2 do festival até 2016 e em 2013 obtém pela primeira vez a certificação na ISO 20121 – Eventos Sustentáveis.

O Rock in Rio fornece um plano de sustentabilidade às empresas que trabalham no evento para que práticas sustentáveis façam parte da rotina dos seus fornecedores e parceiros. Foi o primeiro festival 100R, selo que garante a valorização e reciclagem do lixo produzido, tanto no Brasil como em Portugal, mantendo uma média de reciclagem na ordem dos 70%.

Os nossos compromissos são de envolver todas as partes interessadas, reduzir emissões de CO2 e resíduos gerados, além de melhorar a cada edição e manter a certificação na norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis.

Música, conscientização e ação. Isto é o Rock in Rio.

Visão de gestão de sustentabilidade

Visão de gestão de sustentabilidade

A nossa visão é ser mais do que o maior evento de música e entretenimento do mundo, é usar o poder da marca Rock in Rio como força motriz para atingirmos o nosso compromisso

de apoio à construção de um mundo melhor. Após o lançamento do plano de sustentabilidade em 2010, como uma evolução do manual de boas práticas criado em 2008, foi assumido o compromisso de compreender plenamente o impacto e identificar maneiras de minimizar os efeitos negativos e maximizar os legados positivos ambientais, sociais e económicos do evento.

Rock in Rio recebeu em 2013 a primeira certificação na América na norma internacional ISO 20121 no âmbito da gestão sustentável do maior evento de música e entretenimento do mundo. Esta certificação é o reconhecimento do poder realizador da marca que desenvolve diversas ações no âmbito do seu compromisso com a construção de um mundo melhor, assumindo a responsabilidade dos seus impactos, minimizando os negativos e potencializando os positivos, desenvolvendo ainda ações para a compensação dos impactos negativos sociais, ambientais e econmicos que sejam inevitáveis.

Em cada edição do Rock in Rio, são avaliadas 15 questões identificadas como chave para garantir a sustentabilidade do Rock in Rio nos seus três pilares:

ACESSIBILIDADE E VISUALIZAÇÃO Questões de acessibilidades associadas ao contexto do local, instalações, adequações, serviços prestados, incluindo marketing e comunicação etc.

SUBORNO E CORRUPÇÃO Políticas anticorrupção, presentes e gratificações.

COMUNICAÇÃO Atividades relacionadas ao envolvimento das partes interessadas e a circulação das informações de forma clara e transparente.

COMUNIDADE LOCAL Impactos diretos e indiretos nas atividades do evento na comunidade, questões de entrada, operação e saída (ruídos, trânsito, iluminação etc.).

PRÁTICAS DO CONSUMIDORAtividades em risco de não satisfazer as necessidades do público/consumidor em relação à segurança, liberdade de escolha, informação, direitos do consumidor e educação sobre os impactos da escolha do consumidor.

DISCRIMINAÇÃO E GRUPOS VULNERÁVEIS Atividades em risco significativo de discriminação, ou violação dos direitos de grupos vulneráveis e de povos indígenas.

DESEMPENHO ECONÓMICO Impactos econômicos diretos e indiretos na comunidade.

AQUISIÇÕES E ESCOLHA DE MATERIAIS E SERVIÇOSCritérios de sustentabilidade com relação a consumíveis, considerando o uso eficiente de todos os materiais no ciclo de vida completo.

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS Atividades em risco de utilização irresponsável e ineficiente de recursos, incluindo energia, água e materiais. Dever-se-á combinar ou substituir recursos não renováveis com recursos renováveis e sustentáveis, por exemplo, utilizando tecnologias inovadoras. Considerar também a conservação dos recursos.

ALIMENTOS E BEBIDAS Os serviços de fornecimento de alimentos e bebidas são acessíveis e oferecem escolha e equilíbrio e são seguros e higiénicos.

DESENVOLVIMENTO HUMANO E FORMAÇÃO Força de trabalho por tipo de emprego, contrato e região, e programas para gestão de competências e apoio contínuo da empregabilidade da força de trabalho e da cadeia de valor.

BIODIVERSIDADE E PRESERVAÇÃO Valorizar e proteger a diversidade da vida em todas as suas formas, protegendo e restaurando serviços de ecossistema e uso da terra e dos recursos naturais de forma sustentável em conexão com o local do evento, fornecimento de alimentos e bebidas (por exemplo, espécies ameaçadas de extinção) e utilização de materiais etc.

SEGURANÇA e BEM-ESTAR Políticas e procedimentos de segurança (sistemas de emergência e evacuação) e direitos humanos.

RESÍDUOS Prevenção, redução, deposição e gestão de resíduos.

TRANSPORTE E LOGÍSTICA Impactos do transporte de pessoas (acesso ao transporte para pessoas com deficiência) e mercadorias.

Atitude Rock in Rio

Um convite para mudar o mundo