Digital Sunset com André Henriques

30|06 21:10 • Super Bock Digital Stage

Duotone large 191235 ff5629 andre henriques site
Quem ouve André Henriques sabe que a mais bonita das viagens se faz entre recordações surpreendentes e um fechar de olhos que antecipa o mais melódico dos futuros. Quando era miúdo dormia sob prateleiras de discos e em noites de insónia preferia contar capas de vinil em vez de carneiros. Se podemos afirmar que essas mesmas referências lhe moldaram o gosto, foram também esses marcos musicais os responsáveis pela incessante busca dos congéneres actuais. E sobem-se os BPMs, quando a pista de dança assim o pede, sem que a música perca o fio condutor passaporte dessa viagem única. André Henriques já pisou o Coliseu, foi visto a bordo do Groove Boat, no Creamfields e em vários festivais de Verão. As montanhas Suiças também já chamaram por ele, bem como os jardins do Out Jazz. As referências podiam ser suficientes, mas a elas juntam-se outras como a presença no Coliseu na abertura do concerto de Mika e as primeiras partes de prestações como as de Alicia Keys e Miley Cyrus. As capas da Academia foram-lhe entregues aquando da preseça na Queima e Latada de Coimbra. E há poucas palavras que possam descrever a sua passagem pelo RFM Somni. A par de todas estas prestações é ainda residente dos sábados no Radio Hotel, em Lisboa. Ficamos assim contagiados pela energia positiva de André Henriques. Pela capacidade de surpreender e por aquele brilho nos olhos de quem sabe que tem a capacidade de fazer com que a música seja assim sentida e nos faz viver para sempre.
www.esolidar.com/b/estatudoconectado