Foi com “Tempo de Alegria” que a cantora, que se apresentou no festival pela nona vez – na 7.ª edição, em 2016, atuou duas vezes – encerrou uma atuação que concentrou em frente ao Palco Mundo a grande maioria dos milhares de pessoas que estavam hoje à tarde no Parque da Bela Vista.

Ao longo de pouco mais de uma hora, a cantora baiana confirmou o caso de amor que mantém há vários anos com o público português. Embora na moldura humana do Parque da Bela Vista fossem visíveis várias bandeiras do Brasil.

Desta vez, Ivete trouxe uma convidada especial, outra velha conhecida do público português, a quem apelidou de “rainha”: Daniela Mercury, com quem cantou “Canto da Cidade”, um dos temas mais conhecidos da convidada.

No espetáculo não faltou o corpo de bailarinos, ‘confettis’ e balões, lançados ao público no final e onde estavam escritas palavras como Paz, Respeito e Esperança.

Entre sucessos como “Abalou”, “Lavada Louca”, “Beleza Rara” e “Eva”, Ivete Sangalo aproveitou para desejar “boa sorte” à seleção portuguesa de futebol e ao “querido amigo” Cristiano Ronaldo.

O jogo de Portugal com o Uruguai foi lembrado hoje à tarde noutros espetáculos na ‘cidade do rock’, como no do português Carlão.

No palco Music Valley, envergando uma camisola da ‘equipa das quinas’, Carlão confessou estar “nervoso” e “já a torcer pela tuga”, quando ainda faltavam cerca de duas horas para o apito inicial em Sochi, na Rússia.

Carlão aproveitou o concerto no Rock in Rio para estrear um tema novo, “Repetido”, que conta com a participação do “irmão mais novo” que descobriu recentemente, e faz parte do alinhamento de “Entretenimento”, o novo disco do músico a ser editado em setembro.

Aquele que outrora foi o ‘Pac Man’ dos Da Weasel chamou para palco Slow J, o ‘puto’ que, partilhou o próprio, se estreou em festivais enquanto espetador num Rock in Rio Lisboa a ver o “senhor” com quem gravou “Repetido”.

Carlão desvendou também que o novo disco terá outros convidados como António Zambujo ou Manel Cruz, com quem já tinha gravado o tema “A Casa”, nos tempos dos Da Weasel.

Para encerrar o concerto decidiu “fazer uma homenagem a duas bandas que já acabaram”, tocando “Dialetos da Ternura”, dos Da Weasel, numa versão dos Buraka Som Sistema.

Ainda Carlão cantava quando no palco Digital Stage, o ‘youtuber’ D4frame, vestido a rigor, mostrava ao vivo uma versão de “Faz Gostoso”, de Blaya, uma das músicas mais ouvidas nesta edição do Rock in Rio Lisboa.

Na versão de D4frame, “Joga gostoso”, o “Quaresma é um safado, de trivela é perigoso, ele joga gostoso”, “o tio Fernando dá a tática e o Ronaldo faz o golo”.

Desde as 19:00 as atenções estão centradas nos vários ecrãs espalhados no recinto do festival. Os horários foram alterados e as atuações prosseguem no final do jogo.